Carteira de identidade infantil

Do G1:

Foi-se o tempo em que os pais esperavam os filhos se alfabetizarem para fazer o cadastro e tirar o R.G. (Registro Geral). A novidade, desta vez, é tirar o documento de identificação para bebês de até três anos. Afinal, além de ser muito mais fácil para ser levado na bolsa ou carteira dos pais do que a Certidão de Nascimento, o documento também é motivo de orgulho para os responsáveis, que fazem questão de exibi-lo a todos.

Gabriel Pedroso de Massarotto, de Sorocaba (SP), faz parte dessa tendência. Apesar de só ter nove meses, o garoto já tem R.G. desde os sete meses de idade. "É como um troféu para mostrar para a família. Os avós querem uma cópia; todo mundo quer ver e acha fofo. Eu até cuido do documento dele melhor do que cuido do meu", conta a mãe, a administradora Gisele Pedroso Massarotto.

Apesar do R.G. de Gabriel ter virado objeto disputado entre a família, a mãe do menino garante que o documento é muito mais do que motivo de admiração porque trouxe vários benefícios para o dia a dia da criança. "Primeiro, tirei por causa do convênio médico, que pediu. Depois, porque deixo meu filho na casa da vó enquanto meu marido e eu estamos trabalhando. Daí, o R.G. dele sempre fica na mochila, ele nunca anda sem documento".

A mesma preocupação da família de Gabriel teve a supervisora de atendimento Mariana Steinhoff Karpinsk com os filhos Felipe, de nove anos e Henrique, de três meses. Embora ela tenha tirado o R.G. do seu primogênito quando ele já era alfabetizado - aos sete anos -, do caçula ela preferiu não esperar tanto tempo e já fez o cadastro. "É mais prático, não dá para negar. Cabe na carteira. Assim eu não preciso sair sempre com a Certidão de Nascimento, que se deteriora com o tempo", explica.

Além da praticidade e do prazer de exibir o documento do filho com a foto no tamanho 3x4, o R.G. para bebês também é requisitado em casos de abertura de contas em banco. Como é o caso da Laura Cunha Zanella, de um ano e um mês. "A avó dela abriu uma conta poupança pra ela e precisou fazer o CPF [Cadastro de Pessoa Física]. Daí eu já aproveitei o embalo para tirar o R.G. também", frisa a mãe da menina, a psicológa Claudia Cunha.

No caso do CPF, o documento pode ser solicitado nos Correios, na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil, mediante apresentação da certidão de nascimento original da criança e documento do responsável. E se o CPF for levado na hora de tirar o RG, a identidade já terá impresso o número de identificação que valerá para a vida toda para assuntos ligados à Receita Federal. "O RG é um documento muito importante e que me dá uma certa tranquilidade em saber que as digitais dela estão cadastradas, isso em caso de uma eventual fatalidade", acrescenta a mãe.


Como tirar o R.G. no Espírito Santo

O primeiro R.G. é gratuito, por lei, e tem validade por 18 anos. Somente na hora de tirar o segundo documento atualizado ou mesmo uma segunda via, é cobrada uma taxa de aproximadamente R$ 45,00. 

A emissão é de responsabilidade do Departamento de Identificação - DEI - da Polícia Civil. Para retirá-la, o cidadão pode procurar um dos 70 pontos de Identificação Civil no Estado, sendo 08 postos na Região Metropolitana e 62 no interior. Na Grande Vitória existem cinco postos:

VITÓRIA Casa do Cidadão - Avenida Maruípe, nº 2.544, Itararé. Tels: (27) 3382-5484 e 3382-5485
VIANA - Centro Integrado de Cidadania - Av. Guarapari, s/nº - Caxias do Sul - Tel. (27) 3366-3137
VILA VELHA - Avenida Castelo Branco, nº 1314, Centro, - atrás do Colégio São José e ao lado do André Pimenta Imóveis. - Tel. (27) 3229-8083
SERRA - Shopping do Povo - Av. Norte Sul, s/nº - Civit II – Serra/ES.- Tel. (27) 3328-7020
CARIACICA - Faça Fácil - Av. Aloizio Santos, 500 Santo André, em frente ao terminal de Campo Grande. OBS.: SOMENTE NO FAÇA FÁCIL CARIACICA NÃO É NECESSÁRIO APRESENTAR FOTO

Os documentos necessários para emitir a 1ª via da Carteira de Identidade ou solicitar a 2ª via da Carteira de Identidade são os seguintes
01 foto 3x4 recente (fundo claro); colorida ou preto e branco e em Papel liso e brilhante.
Adolescentes e adultos do sexo masculino deverão ser fotografados com camisa com colarinho
Certidão de nascimento (se for solteiro), certidão de casamento (se for casado) ou certificado de naturalização (original ou cópia autenticada).
CPF, PIS ou PASEP, caso o requerente deseje que constem os respectivos números na carteira de identidade, nesse caso deverá apresentar documento original ou cópia autenticada.Observação:

Não há idade mínima para retirar Carteira de Identidade. Por questões práticas e pela dificuldade de coletar as impressões digitais recomenda-se que seja a partir de 05 anos de idade.
Fonte: http://www.pc.es.gov.br/carteira-de-identidade

A carteira de identidade do Matheus eu tirei "tarde", ele já estava com 9 anos mas achei mais fácil pois íamos viajar de férias, é bem melhor pra levar mesmo! Já a da Alice, vou ver se tiro logo, aproveitando o período que estarei por conta dela.
Carteira de identidade infantil Carteira de identidade infantil Reviewed by Thaynara Lourenço on domingo, julho 05, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.