Triste realidade



No posto de saúde, na consulta de pré natal com a médica recém transferida...


Médica: Você tem algum exame com você? Cade a ultrassonografia?

Eu: Então, ainda não fiz a US, pelo posto não tem vaga e nem previsão... (Na verdade eu fiz duas, uma com 11 semanas e outra com 20 semanas, particulares, e mostrei pra médica anterior. A US a que ela se refere foi solicitada pelo posto de saúde antes de eu ter feito a particular e ainda não tem previsão de agendamento.)

Médica: humm. OK. (Continua a consulta, mede altura uterina, batimento cardíaco da Alice...)

Eu: Já estou indo pro sétimo mês, vou ser encaminhada a um obstetra? (Ela é médica residente em saúde da família).

Médica: Não. Gravidez que não é de alto risco é acompanhada por nós. Só se fosse de alto risco, que não é o seu caso. (GRAZADEUS, né)

Eu: E quanto à maternidade? Como devo proceder se me sentir mal ou quando entrar em trabalho de parto?

Médica: Olha, tem a Promatre que às vezes atende, mas só atende quando já está em trabalho de parto. Mas ta fechada por falta de repasse financeiro do governo... Tem que ligar e ver qual vai ter vaga na hora. Se precisar, vai ter q tentar a sorte. Tem a Santa Casa, Hospital das Clínicas...mas esses atendem só alto risco...

Eu: humm, complicado né?

Médica: Ah, mas se precisar fazemos até aqui o parto! (brincando pra disfarçar o constrangimento) Não se preocupa não que da tudo certo na hora.


Seria cômico se não fosse trágico.

Ps: meus exames e consultas estão OK. Tenho uma infecção urinária que está sendo tratada e acompanhada e não encontro grandes dificuldades em conseguir consulta de retorno, exames laboratoriais e medicamentos (vitaminas e o antibiótico). 
Não estou crucificando o posto de saúde ou a médica que "assumiu" meu pré-natal sem que eu tivesse sido informada da mudança. 
Mas sim, critico a forma como o sistema público de saúde trata esse momento tão delicado. Falam em humanização do parto no Ministério da Saúde... Talvez lá de cima, de Brasília, esteja bonito de se ver mas ainda está muito complicado de enxergar isso daqui de dentro.
Triste realidade Triste realidade Reviewed by Thaynara Lourenço on segunda-feira, maio 25, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.